Beijos Roubados

E depois de tantos beijos roubados
Pergunto-me se de bom grado
Me tenhas dado algum.
Depois de tantos pedidos,
De tantas juras, juras que não me quer?
Juras que de nada valeram meus sonhos?
Minhas cartas, minhas rosas?
Troças de mim?


Enfim...


Ao menos se um dia
Estes versinhos prestarem,
Terás de mim, teu poeta,
Uma antologia de amor.
Da dor de ter no peito um pecado:
Amado sem o menor pudor.


Heitor Victor

Comentários

Postagens mais visitadas